continue

Miguel Nery, psicólogo, investigador e principal responsável pela implementação deste trabalho de investigação, contactou com a SOLOS para desenvolver o website do projeto.

Começámos por desenhar a marca: o fator de disrupção/corte com o fenómeno de violência do bullying foi central na identidade criada – juntamente com uma palete de cores simultaneamente abrangente e enquadrando ‘esperança’ e ‘futuro’.

Criámos depois o estacionário oficial.